Representantes das associações debatem na ASSES proposta para quadro temporário para vagas de oficiais

Representantes das associações debatem na ASSES proposta para quadro temporário para vagas de oficiais

5 de novembro de 2021 2 Por Amorim

Com a presença de diversos associados nesta quarta-feira (03) ocorreu a reunião que visa a elaboração de uma proposta vinculada a um Projeto de Lei para formalizar a utilização das vagas ociosas existentes nos quadros de oficiais combatentes e especialistas – que estão diretamente relacionados aos servidores militares do HPM, da Banda, da Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.  

Durante a apresentação, todos que estavam presentes tiveram a oportunidade de fazer considerações e apontamentos inclusive de ordem técnica com a intenção de aprofundar mais os detalhes da proposta. A condução da reunião foi feita pelo Presidente da ASSES, Cap. Amorim e junto  estavam as entidades representativas de policiais e bombeiros militares do ES.  Dentre eles, o Presidente da ACSPMBM-ES, Cabo Eugênio e o Presidente da ABMES, Ten Emerson Santana e ainda a Cap. Acedina de Souza (que representou o Deputado Cel. Alexandre Quintino, que não esteve presente em virtude de uma agenda de última hora em Brasília)   

No início, um dos associados Sub Ten Roziel Ricardo fez uma apresentação inicial dando importância ao debate amplo na ASSES, até mesmo para que todos possam analisar os termos da proposta. Segundo ele, há uma necessidade de valorizar os praças,  que atualmente, já coordenam e fazem a função de CPU das unidades e subunidades. “Devemos criar condições para valorizar esses militares. Este é o entendimento que precisamos ter, a solução tem que sair de dentro de uma proposta bem fundamentada. Podemos buscar os deputados e pedir apoio, temos acesso a eles na Assembleia. O que temos para entender é que no passado somente os QOC tiveram acesso as vagas e que agora, é o momento da gente ver as nossas situações. Não, é algo para dar vantagem a A ou B, é uma proposta para todos” comentou.

Associações defendem encontrar soluções para garantir novas vagas

O Presidente da ACS, Cabo Eugênio apontou que “viemos para dar andamento a uma solução, buscar esta solução de forma inteligente. Vamos dar sequência para as carreiras realmente, assim podemos avançar neste processo das promoções” disse.

Ao seu lado e somando na mesma direção estava o Presidente da ABMES, Ten Emerson Santana que afirmou que é interessante avaliar. “Temos de apresentar soluções e rever e pensar em nossa carreira, se existem possibilidades devemos estudar, fazer isto de forma factível. É, um assunto que veio no debate dentro dos grupos de mensagens,  sabemos que o Governo tem recurso. Assim, isto, não impede nada dentro da capacidade orçamentária do Estado” frisou.

Já a Cap. Acedina, representante do deputado,  disse que diversas propostas que foram apresentadas tiveram êxito com o apoio do Poder Legislativo. Citou, como a ampliação das vagas de CHS e quebra do limitador. Portanto, demonstrou que a proposta pode ser discutida e ser apresentada para buscar apoio do Deputado Quintino (PSL).

Uma outra situação que teve maior exposição no debate foi quando o SubTen Paulo Sérgio disse que uma das possibilidades é fazer um estudo para que o Departamento de Recursos Humanos (DRH/PM) possa no momento das alterações em virtude ao tempo em que os militares vão para a reserva “o departamento possa apontar os números e o tempo máximo destas alterações, assim dá tempo para a gente ver estes números dentro dos quadros” comentou.

Visits: 852